Fluxo de Caixa Com Análise Bancária

Visualizar e controlar o fluxo de caixa da sua empresa é uma das atividades mais importantes que um gestor pode ter a frente de uma empresa. E aliado a isso, saber o quanto de dinheiro está saindo ou entrando em cada conta que sua empresa tenha é também importante. O primeiro grande problema que muitos empreendedores, micro e pequenos empresários enfrentam é a dificuldade em usar ferramentas complexas e de difícil preenchimento, que muitas vezes acabam saindo por um preço fora da realidade dessas organizações.

Comprar Planilha de Fluxo de Caixa com Análise Bancária

Nesse sentido, uma boa alternativa é uso de ferramentas mais práticas como o Excel, que possuem um custo muito mais acessível. Por exemplo, uma boa planilha de fluxo de caixa com análise bancária lhe permite ter controle do seu plano de contas, das contas a pagar e das contas a receber e ainda vai fornecer relatórios do seu DRE, do Fluxo de Caixa, de gráficos e indicadores financeiros como a lucratividade e a análise bancária da sua empresa.

Vamos ver cada um desses conceitos e como eles podem ser aplicados em uma planilha de Fluxo de Caixa com análise bancária:

Comprar Planilha de Fluxo de Caixa com Análise Bancária

a) Plano de Contas:

Em um definição um pouco mais formal, o plano de contas é a estruturação ordenada e sistematizada das contas utilizáveis em uma organização. O plano contém diretrizes técnicas gerais e específicas que orientam os registros dos atos praticados e dos fatos ocorridos.

Explicando de uma maneira mais simples e prática, é a maneira lógica pela qual você organiza e classifica os tipos de receitas e despesas que a sua empresa possui. Por exemplo, se você possui um restaurante, uma das suas fontes de receita será “Bebidas”. Já se você for um dentista, provavelmente uma fonte será “Consulta Dentária”. Basicamente você precisa criar essa lista dos principais itens de receitas e despesas da sua empresa. É importante que você estabeleça os níveis de detalhamento de acordo com a realidade da sua empresa, mas com cuidado para não detalhar demais e acabar dificultando o trabalho de registro das receitas e das despesas. Vamos ver um exemplo de um plano de contas em uma planilha de fluxo de caixa pronta com análise bancária pronta.

Plano de contas - Planilha Fluxo de Caixa com Análise Bancária

É importante ter em mente que o plano de contas é a base para qualquer planilha de Fluxo de Caixa funcionar bem. Nesse caso específico, esses itens de receitas e despesas podem e devem estar conectados a outras abas da planilha para que você consiga ter uma análise de quais itens tem um peso maior dentro do seu lucro ou prejuízo. Além disso, para fazer a análise bancária existe uma área em que você pode colocar aos bancos que sua empresa utiliza, como você pode ver na figura acima.

Comprar Planilha de Fluxo de Caixa com Análise Bancária

b) Contas a Pagar e Contas a Receber:

O Contas a Pagar é uma lista de responsabilidades financeiras que a sua empresa possui. Controlar as suas contas é indispensável para manter seus contratos em dia e evitar que a sua empresa possua algum problema de crédito ou dívidas no futuro. O controle das Contas a pagar fornece informações para tomada de decisões sobre todos os compromissos da empresa que representem o desembolso de recursos.

Já o Contas a Receber é a lista de direitos financeiros que a sua empresa possui em relação a terceiros. Controlar as suas contas a receber é importante para evitar qualquer tipo de inadimplência, em especial, pelos clientes. A conta a receber é um registro que informa se existe uma determinada quantia em dinheiro a receber de alguém em uma determinada data.

Essa é uma das partes mais importantes de qualquer financeiro, pois se você consegue controlar bem o que entra e sai, consequentemente vai poder analisar melhor os resultados da sua empresa. Vamos ver um exemplo de receitas e despesas em uma planilha de fluxo de caixa com análise bancária ?

Receitas e Despesas - Planilha LUZ

Como você pode observar, todos os itens de receitas e despesas são adicionados nessa aba. Basicamente é importante que você descreva o item que representa uma receita ou uma despesa, quando ele ocorreu, classifique ele em um dos grupos do plano de contas, insira qual o valor e descreva qual o status (pago/não pago ou recebido/não recebido).Em uma planilha de fluxo de caixa em excel completa esse é todo o trabalho que você tem, pois automaticamente os valores são ligados por fórmulas para outras abas que analisam seu DRE, Fluxo de Caixa com Análise Bancária e Indicadores Financeiros.
c) Fluxo de Caixa: A principal diferença do demonstrativo de fluxo de caixa para o DRE, é que aqui você terá uma resposta fidedigna de quanto de dinheiro você tem em caixa de fato (Regime de Caixa), enquanto no DRE, você sabe as projeções do que ainda tem a pagar e receber (Regime de Competência). Basicamente, o regime de caixa demonstra a visão da sua situação financeira através das informações de entradas e saídas realizadas no seu caixa. O Regime de caixa é o regime contábil que apropria as receitas e despesas no período de seu recebimento ou pagamento, respectivamente, independentemente do momento em que são realizadas. Vamos ver um exemplo de um fluxo de caixa em uma planilha de Excel.

Fluxo de caixa bancário 2

Nesse exemplo, a empresa em questão  tinha um prejuízo de R$ 300 acumulado do ano anterior e teve lucro de R$ 500 durante fevereiro e março. Lembrando que esses valores apresentados no Fluxo de Caixa de fato foram recebidos.

 

Além disso,  como mostra a figura abaixo, você pode também saber quanto do dinheiro que entrou está indo para cada banco em que sua empresa tem conta.

Fluxo de Caixa Análise Bancária

Comprar Planilha de Fluxo de Caixa com Análise Bancária

d) DRE – Demonstrativo de Resultado do Exercício

Ao contrário do Regime de Caixa, no DRE você terá uma visão da sua situação financeira através das entradas e saídas que já foram programadas para o futuro, mas que não necessariamente já entraram de fato no caixa da sua empresa. Vamos ver um exemplo simples de uma empresa que vendeu uma geladeira por R$10.000 em 10 parcelas de R$1.000.

Em um primeiro momento, a empresa só recebeu a primeira parcela. Isso quer dizer que no regime de caixa ela recebeu R$1.000, mas no regime de competência ela realiza R$10.000, mesmo não tendo recebido todo esse valor necessariamente. Ou seja, o Regime de competência é o que apropria receitas e despesas ao período de sua realização, independentemente do efetivo recebimento das receitas ou do pagamento das despesas.

É importante ter em mente de que só a análise do Fluxo de Caixa ou só a análise do DRE não te dão todas as informações necessárias para gerenciar bem o seu financeiro, por isso, se preocupe sempre em utilizar essas duas análise em conjunto. Vamos ver um exemplo das receitas de um DRE em uma planilha de fluxo de caixa com análise bancária?

DRE - Planilha LUZ

Como você pode ver, nesse caso você tem no próprio DRE a discriminação dos itens que haviam sido estabelecidos no plano de contas. Assim você pode ter uma noção de quais produtos ou serviços são mais rentáveis para seu negócio.

 

e) Gráficos e Indicadores

Agora que já passamos pelas abas mais operacionais e de preenchimento de uma boa planilha de fluxo de caixa com análise bancária, chegamos a sua parte mais importante no olhar do financeiro de uma empresa, a área de análise de gráficos e indicadores.

É aqui que você vai saber, de maneira visual, se as suas finanças estão boas ou não. Vamos ver um exemplo?

Que conseguimos entender de um gráfico como o demonstrado? Que a empresa teve lucro (linha verde acima de R$0) na maior parte dos meses e que Maio foi o pior mês para a empresa em questão. Falando do uso prático dessa planilha de fluxo de caixa com análise bancária, seria o momento do gestor financeiro voltar no DRE e no próprio Fluxo de Caixa no mês em questão e analisar o porque do aumento das despesas e, a partir daí, tomar decisões de como reduzir custos.

Além da análise visual dos gráficos, é sempre bom ter números (indicadores financeiros) para fazer você entender se o seu fluxo de caixa está em um bom caminho ou não. Os principais indicadores que são essenciais para qualquer negócio são:

- Variação de Receitas: Mostra percentualmente quanto as receitas da sua empresa aumentaram ou diminuiram de um mês para outro

- Variação de Despesas: Mostra percentualmente quanto as despesas sua empresa aumentaram ou diminuiram de um mês para outro

- Lucratividade: Mostra percentualmente quanto o seu lucro representa das receitas brutas que entraram. Esse indicadore é essencial para você saber se está tendo muitos custos ou não.

Vamos ver um exemplo preenchido:

Esses indicadores podem ser a diferença na tomada de decisões em relação ao seu fluxo de caixa, por isso é importante que sejam acompanhados mensalmente.

 

Comprar Planilha de Fluxo de Caixa com Análise Bancária